login

ESPECIAL CPAR – Um ano de conquistas para o Varejo Brasileiro

Avalie este item
(2 votos)
O ano de 2017 foi um marco para a Prevenção de Perdas no Brasil em razão do relevante papel que a Comissão de Prevenção de Perdas, Auditoria e Gerenciamento de Riscos da SBVC (CPAR) vem exercendo para o fortalecimento da Cultura e reposicionamento estratégico do assunto dentro das empresas varejistas.
A CPAR foi criada em 2015 por um grupo de executivos de prevenção de perdas de algumas empresas. Em 2016, a convite da SBVC, passou a fazer parte da entidade no formato de Comissão. Reúne as principais empresas varejistas de âmbito nacional de vários segmentos representadas por Presidentes, Diretores e Gerentes. Está baseada em São Paulo com o apoio das empresas participantes que são as responsáveis em oferecer a estrutura necessária para a realização das reuniões presenciais mensais. 
A CPAR também se faz presente em outros estados através de parcerias firmadas com as Associações de Supermercados. Com essa parceria foi possível criar as CPAR´s Regionais no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Mato Grosso do Sul. Seguem o mesmo modelo da comissão de SP e sob a coordenação geralmente de um varejista.
Sob a liderança do Prof. Carlos Eduardo Santos, a CPAR esteve presente nos maiores eventos do Varejo Brasileiro, disseminando a Prevenção de Perdas para empresas de diferentes segmentos , porte e maturidade.
Para apresentarmos as conquistas de 2017 e desafios de 2018, convidamos o Prof. Carlos Eduardo e todos os Coordenadores para compartilharem suas experiências:
 
 
1) Prof. Carlos Eduardo, quais foram as conquistas da CPAR em 2017
Tivemos muitas conquistas em 2017 e gostaria de apresentar isso em números para que todos possam compreender a relevância do tema no varejo esse ano, segue:
A) Fortalecimento e crescimento das CPAR´s regionais, esse ano criamos mais duas (Mato Grosso do Sul e Bahia).
B) Realizamos diversas reuniões das Comissões nas sedes das empresas. A participação dos varejistas na apresentação de seus cases de sucesso foi o ponto de maior destaque  
C) Palestramos nas principais feiras Supermercadistas do pais (RJ, SC, PR, RS, MS, BA, MG). Em eventos de varejo como FBV/RS, BRweek, Convenção da ABRAS e diversos workshops 
D) Apoiamos a realização de 2 grandes Fóruns Regionais (RJ – ASSERJ / PR – APRAS), com participação de presidentes de empresas como panelistas
E) Realizamos nosso segundo Fórum em SP, tendo como objetivo principal, apresentar nossa segunda pesquisa de perdas no varejo brasileiro.
F) Pesquisa de Perdas de 2017 superou o número de participantes e relevância em comparação ao ano de 2016 e tivemos Record de participação em segmentos
 
 
2) Como você avalia a maturidade das grandes empresas varejistas em relação a Prevenção de Perdas 
Cresceu muito e continuará assim. Prevenção de Perdas vem ocupando espaço de destaque nas discussões estratégicas no varejo. A pesquisa de 2017 demonstrou que grande parte dos executivos de prevenção possuem reporte direto com a presidência e o diferencial competitivo que boas práticas de prevenção de perdas proporcionam também vem sendo percebida pela diretoria executiva das empresas. Muitos presidentes de empresas participam da CPAR através das discussões e trocas de experiências pelo WhatsApp e reuniões presencias, abrindo espaço nas agendas diárias em razão de relevância atribuída ao tema
 
 
3) Quais são suas expectativas para 2018
Espero que em 2018 possamos continuar com a jornada de difundir a Prevenção de Perdas pelo pais através da criação da CPAR em outros estados. Outra realidade muito almejada é a criação da Associação Brasileira de Prevenção de Perdas. Há uma motivação muito grande dos profissionais para a criação de uma entidade que os represente e que contribua com formação, informação, posicionamento, reconhecimento profissional, certificação entre outros objetivos.
Desejo também que a pesquisa de prevenção de perdas do próximo tenha um número maior de respondentes, qualificando ainda mais os indicadores apresentados. Nossa expectativa é que de a pesquisa possa gerar motivação para a realização de um número maior de fóruns regionais nos estados.
E como principal expectativa, espero que os profissionais de prevenção de perdas possam ocupar cada vez mais, posições estratégicas nas empresas. São poucos Diretores de Prevenção de Perdas no Brasil mesmo sendo uma área de vital importância para o sucesso do negócio e que contribui de forma direta com o aumento da lucratividade. Espero que esse posicionamento estratégico possa ser ampliado, meu compromisso é o de conscientizar presidentes e diretores executivos das empresas com relação a essa realidade, clarificando o conceito da “Perda Ampliada”, como sempre digo “O caminho mais rápido para aumentar as vendas e lucratividade é através de uma eficiência na Gestão de Estoques e Prevenção de perdas dos produtos”. 
 
 
 
1) Quais foram as conquistas e realizações da CPAR de seu estado nesse ano?
 
Tivemos a realização da segunda pesquisa de perdas segmentada 
Conseguimos realizar o segundo Fórum de prevenção de perdas com profissionais renomados
Grande troca de experiências e benchmark sobre prevenção de perdas e auditoria no Varejo
Geração de oportunidades de emprego entre os membros da CPAR
 
2) Como você avalia a maturidade da Prevenção de Perdas nas redes varejistas em seu estado?
 
São Paulo possui a sede de várias das maiores empresas de varejo no Brasil, portanto as empresas mais maduras estão em SP, entretanto a quantidade de empresas que ainda estão em estágio inicial de Maturidade na gestão das perdas e grande.
As diferenças de maturidade de empresas comparáveis ainda e alta, mesmo considerando empresas de igual segmento as diferenças ainda são grandes.
Tamanho não é documento, vimos empresas gigantes praticamente sem prevenção de perdas e empresas medias e pequenas com poucas lojas e prevenção de perdas atuante e estratégica.
 
3) Quais são as projeções e expectativas da CPAR para 2018?
 
A formalização da ABPP
Um fórum organizado pela própria ABPP
Desenvolvimento da certificação em Prevenção de Perdas 
 
 
1) Quais foram as conquistas e realizações da CPAR de seu estado nesse ano?

Em 2017 completamos 1 ano de CPAR no RJ e apesar do pouco período de existência realizamos grandes conquistas. O apoio da ASSERJ foi primordial para o alcance desses resultados: Dentre as vitórias está a união dos supermercadistas em busca da redução de perdas e isso se comprovou quando fizemos um evento para mais de 200 pessoas e conseguimos fazer um painel com a participação de diretores e presidentes de grandes empresas, como Casa & Vídeo, Hortifrúti, SUpermarket e Super Bom. Esse foi o grande marco da história de prevenção de perdas no RJ. Também não podemos deixar de avaliar positivamente os encontros bimestrais que reúnem mais de 50 Heads da prevenção de perdas do estado com a premissa de trocas de experiências e compartilhamento de boas práticas. Em nossa convenção, evento que reúne mais de 40 mil visitantes a prevenção de perdas teve seu momento em uma palestra ministrada pelo nosso presidente o Carlos Eduardo, que mais uma vez pode contribuir com o fomento da cultura de prevenção de perdas no RJ.

2) Quais são as projeções e expectativas da CPAR para 2018?

Sabemos que ainda há um longo caminho a percorrer para alcançarmos a maturidade desse tema no varejo fluminense, o objetivo é que essa área seja percebida como estratégica dentro das empresas deixando assim de ser apenas um braço da operação. Para isso vamos continuar investindo tempo para realização dos encontros, manutenção das demandas, implantação de painéis de indicadores, realização de nosso fórum que veio para ficar e em 2018 promete ser ainda melhor e principalmente na meta de levar cada vez mais conhecimento para nosso grupo a fim de que esse aplique em sua empresa e traga cada vez mais resultados positivos.

1)  Quais foram as conquistas e realizações da CPAR de seu estado nesse ano?
A principal conquista foi a interação das empresas participantes e o entendimento durante os encontros de que concorrência entre as empresas fica para área comercial, para a prevenção de perdas temos que ser unidos.
 
2)  Como você avalia a maturidade da Prevenção de Perdas nas redes varejistas em seu estado?
Vejo que as grandes empresas têm aumentando cada vez mais a maturidade da cultura e dos processos conseguindo baixar as perdas no segmento, mas o interessante e o aumento de empresas buscando mais informações sobre o tema como eu tenho visto nos eventos e encontros de prevenção de perdas desse ano.
 
3) Quais são as projeções e expectativas da CPAR para 2018?
Esse foi um ano de aprendizagem de como realizar os encontros os temas abordados e a familiarização das empresas participantes, para 2018 vamos publicar o calendário anual das datas das reuniões esperamos que os encontros sejam muito produtivos com abordagens de cases sucesso, benchmarking e até mesmo visitas técnicas.
A expectativa e que novas empresas entre para o CPAR e as que já estão consiga elevar o nível profissional dos participantes contribuindo para melhor performance da prevenção de perdas nas empresas.
 
 
 
1) Quais foram as conquistas e realizações da CPAR de seu estado nesse ano?
 
Tivemos nossa reunião em setembro/2016 e mesmo tendo um movimento ainda tímido conseguimos promover o Fórum de Prevenção de Perdas,
Evento que contou com a presença da mídia paranaense, e varejistas de todo o estado, ação que ajudou a difundir e dar importância ao setor.
 
2) Como você avalia a maturidade da Prevenção de Perdas nas redes varejistas em seu estado?
 
Algumas empresas já tem a Prevenção como cultura, porem falta um bom caminho a ser percorrido para a grande maioria, é neste momento que movimentos 
Como o CPAR são de grande valia para o crescimento do setor, temos muito a evoluir, é difícil avaliar maturidade em um modo geral cada empresa tem sua cultura,
seus processos, diria que temos muito a aprender uns com os outros, somos tímidos neste assunto o exemplo disso é dificuldade em reunir em massa todos os envolvidos do setor.
 
3) Quais são as projeções e expectativas da CPAR para 2018
 
Pretendemos fazer entre cinco e seis encontros para o ano, como estratégia estes acontecerão na APRAS, o intuito é alcançarmos uma maior adesão e participação dos envolvidos.
A expectativa é de muito trabalho e em conjunto, buscar a evoluir como setor estratégico, promover o crescimento do número de empresas com a Prevenção implantada.
Aumentar a participação do Grupo nas reuniões é fundamental para alcançarmos os objetivos.
 
 
 
 
1) Quais foram as conquistas e realizações da CPAR de seu estado nesse ano?
 
Acredito que nossa maior conquista está no aumento de integrantes do grupo, sendo que isso mostra que estamos disseminando a sistemática da prevenção de maneira correta. Atraindo mais empresas e integrantes ao grupo teremos mais conhecimento disseminado fortalecendo o segmento.
 
2) Como você avalia a maturidade da Prevenção de Perdas nas redes varejistas em seu estado?
 
É possível dizer que onde se pratica a Prevenção está bem resolvido, mas isso nas grandes redes. Os médios e pequenos ainda são temerosos em investir na prevenção. Trabalhamos para quebrar esse paradigma, mostrando a eficiência de resultado trazido pela Prevenção de Perdas.
 
3) Quais são as projeções e expectativas da CPAR para 2018?
 
Ampliar o número de pessoas e empresas junto ao grupo, fidelizando-os através dos bons exemplos alcançados por meio do trabalho de Prevenção bem feito.
 
 
1) Quais foram as conquistas e realizações da CPAR de seu estado nesse ano? 
 
2017 foi o ano de implantação, poucas realizações.
 
2) Como você avalia a maturidade da Prevenção de Perdas nas redes varejistas em seu estado?
 
Trata-se de um assunto que a cada dia desperta o interesse dos supermercadistas e do varejo em geral, tanto da equipe operacional quanto a estratégica das empresas. 
 
3) Quais são as projeções e expectativas da CPAR para 2018?
 
As melhores...iniciar os encontros mensais, fazer as visitas nas lojas participantes, possibilidade de troca de experiência com outros segmentos (têxtil, construção civil e demais), popularizar o tema em encontros e eventos do setor supermercadista...
 
 
 
1) Quais foram as conquistas e realizações da CPAR de seu estado nesse ano?
 
Conseguimos integrar, nos conhecer, estreitar a comunicação entre diferentes formatos de varejistas, mesmo de uma forma embrionário, por ser o 1º encontro:
Aprendendo boas práticas que tenham um maior esforço em investimentos tecnológicos, mas também com as operações mais simples, principalmente com as redes familiares;
Reforço na importância quanto a posição hierárquica dentro das cias, estabelecimento de metas e acompanhamento do tema perdas na pauta dos executivos das cias.
 
2) Como você avalia a maturidade da Prevenção de Perdas nas redes varejistas em seu estado?
 
Temos no estado empresas de médio e grande porte no grupo, com operações em outros estados que estão mais avançadas com o tema prevenção de perdas, porém a grande maioria são familiares e precisam evoluir, quebrar paradigmas de que prevenção de perdas vai mais além de prática de Segurança Patrimonial, buscar investimentos tecnológicos, na geração de informações gerenciais, KPIs, clareza nas informações e principalmente no diagnóstico, na busca da origem das perdas.
 
3) Quais são as projeções e expectativas da CPAR para 2018?
 
Cumprir a agenda mensal com quórum suficiente para compartilhamento de boas práticas e discussões que amadureçam o tema nos varejistas da Bahia;
Conseguir que integrantes do CPAR Bahia participem dos fóruns do tema em outros estados, disseminando e dando a importância devida aos profissionais da área;
Que a comissão consiga ao final do ano ter influenciado no sentido de redução dos níveis de perdas das empresas participantes 
 
Plantamos a semente, agora precisamos regar...
 
 
 
Última modificação emSábado, 06 Janeiro 2018 00:56
Redação - Portal Prevenir Perdas

Este Portal tem como objetivo disseminar a cultura de Prevenção de Perdas, Auditoria e Gestão de Riscos nas empresas, através da publicação de artigos, fóruns de discussões e matérias relacionadas ao tema. Está direcionado para estudantes, profissionais da área e para aqueles que buscam o conhecimento de um assunto tão abrangente e, principalmente, proporcionar o intercâmbio de informações constituindo um fórum permanente.

Deixe um comentário

Login or criar uma conta