login

Varejo - ações para melhor rentabilidade no cenário atual

Avalie este item
(27 votos)
Considerando as variações relacionadas à Economia e Politica, tais como aumento do desemprego e do custo de produtos de bens e consumo, por isso não só a tendência de aumento de perda, mas principalmente o impacto negativo sobre as vendas, tendem a elevar os índices de perdas.
Outro fator é o aumento de lojas que foram inauguradas nos últimos anos, dificultando ainda mais a gestão de estoques e ações preventivas, em função da velocidade necessária em aplicar e reciclar treinamentos, bem como consolidar e gerenciar informações que permitam a diminuição de tais perdas.
Conforme destacado por alguns dos maiores especialistas no varejo no evento ABRAS 2015, é notória a necessidade de maior alinhamento entre o varejista e os fornecedores, sejam estes de produtos de revenda ou de soluções tecnológicas, de forma a desenvolver ações que permitam gerar o encantamento do cliente (para maior venda) ou formas de inibir e controlar situações de risco causadoras de quaisquer perdas (estoque/produtividade), como também permitir ao varejista a diminuição de custos que o permitirão ser mais competitivo, como por exemplo:
 
 
  • Aplicação de Proteção na origem;
  • Alinhamento de processos que envolvam toda a cadeia;
  • Desenvolvimento de soluções de gestão centralizada e remota;
  • Gestão consolidada e remota de informações.

 
No caso de itens de maior perda(tabela abaixo), segundo Pesquisa de Perdas 2015, alguns varejistas já atuam com aplicação de alarme na origem (labels, consturáveis e rígidas), trabalho este feito pelo fornecedor.

Aproximadamente 46%destes itens já são protegidos na origem* e 89% são referentes a produtos já homologados por especialistas no assunto, sendo estes recebidos pelos varejista já protegidos (com alarme), gerando os seguintes ganhos:
 
  • Maior padronização (ganho estético e menor risco - aplicação manual)
  • Diminuição de custo Operacional
  • Economia quanto a compra de etiquetas de alarme.
  • Maior agilidade na operação de caixa (também em virtude da padronização do local a aplicar a etiqueta de alarme)
  • Permite proteger o estoque da retaguarda e CDs (aplicação de antenas)
 
*Produtos protegidos na origem pelos fornecedores, conforme solicitação de cada varejista
 
Os 3 itens de maior perda financeira representam 65% das perdas mencionadas (produtos protegidos na origem em outros países).
 
Em média 70% destes produtos ficam confinados, gerando assim menor venda, onde temos resultados de aumento de venda superior a 50%com a maior exposição, sem necessariamente haver aumento das perdas de tais itens.
 
 
 
 
 
Percebe-se ainda que o uso de soluções de Gestão de Frente de Caixa ou Retaguarda atuam em aproximadamente 40% das perdas, pois permitem a validação das operações da frente de caixa, do recebimento e transferências através do monitoramento de exceções validadas por vídeo, inclusive de forma remota, gerando assim mais controle de diminuição de custos com equipes.
 
O que chamou muita atenção foi o percentual relacionado a Quebra Operacional e a Erros de Inventário que poderiam ser diminuídos através da Revisão de Processos/Controles realizados por meio de Serviços de Consultoria realizado por profissionais capacitados, gerando assim resultados positivos quanto a ruptura, perdas, produtividade e capacitação das equipes.
 
 
 
Fonte: ABRAS
 
Resumo
 

Deve haver maior interação entre Varejistas e Fornecedores, gerando assim ações que permitam escalabilidade com uma gestão mais eficiente, baseadas eminovações e resultados na diminuição de perdas, despesas e custos operacionais, como também no aumento de vendas e produtividade o que permitirá que o Varejo de forma geral retorne seu crescimento com melhor rentabilidade.

Última modificação emQuarta, 28 Outubro 2015 08:29
Gilberto Quintanilha Júnior

Profissional com experiência de mais de 13 anos junto ao Varejo e Atacado Brasileiro, forte atuação junto as áreas de Auditoria Interna, Prevenção de Perdas/Fraudes, Segurança Patrimonial e Controles Internos. É graduado em Processamento de Dados, Pós Graduado em Adm. Avançada de Empresas e Negócios e MBA em Controles Internos e Compliance.
Possui ainda experiência como Professor de matérias relacionadas a TI e Administração na UNG (Universidade de Guarulhos), Consultor/Gestor de Projetos relacionados a Gerenciamento de Controles/Riscos e Prevenção de Perdas e autor de artigos relacionados a Auditoria e Prevenção de Perdas.

Website.: gilbertoquintanilha.blogspot.com.br

Deixe um comentário

Login or criar uma conta