login

Notícias

Rede anuncia novas medidas para ajudar o varejo durante a pandemia

Avalie este item
(1 Voto)
Ações valem para clientes pequenos e médios, autônomos e microempreendedores
 
A empresa de meios de pagamento Rede, do Itaú Unibanco, anuncia novas medidas de apoio ao varejo durante o período mais crítico da pandemia de Covid-19. Entre elas, está a suspensão, até 31 de maio de 2021, do faturamento mínimo definido em contrato. Além disso, a empresa vai dar três meses de aluguel grátis na contratação de até três maquininhas adicionais, como reforço para agilizar o serviço de delivery – com possibilidade de extensão dos benefícios, a depender da evolução da doença no País.
 
As novas condições se aplicam a clientes de pequeno e médio portes, além de autônomos e microempreendedores, atuantes em qualquer segmento. A estimativa é de que elas beneficiem cerca de 750 mil clientes de todo o Brasil, também contemplando novos contratos de varejistas que migrem para a Rede.
 
No ano passado, a Rede havia anunciado a isenção de tarifa na emissão de links de pagamento, que facilitam as vendas por aplicativos de troca de mensagens e redes sociais, e também na geração de QR code para pagamentos via Pix.
 
Além disso, os varejistas com faturamento de até R$ 30 milhões por ano podem receber o valor das vendas feitas no crédito à vista em dois dias, sem custos adicionais, para reforço do fluxo de caixa. Com relação às transações parceladas no cartão, clientes de qualquer porte e faturamento também podem antecipar o recebimento na Rede.
 
“Temos visto pequenos e médios varejistas muito criativos e resilientes com bons resultados de vendas, apesar de toda a dificuldade imposta pelo contexto atual. Disponibilizamos alternativas para ajudar o nosso cliente a vender remotamente, como links de pagamento sem custo e máquinas adicionais para delivery, bem como fortalecer o seu caixa com antecipação de recebíveis com taxa zero no crédito à vista”, diz Rodrigo Carneiro, diretor da Rede.
 
Link de pagamento e Pix sem tarifas 
A pandemia acelerou as vendas online e a preferência por meios de pagamento por aproximação. Atualmente, cerca de 90% dos dispositivos da Rede em operação já estão habilitados para, gratuitamente, gerar QR Code – modalidade de pagamento que viabiliza as transações com o Pix.
 
No caso de dispositivos que ainda não estejam aptos a esse tipo de transação, o lojista deve fazer a atualização de software da máquina e confirmar, por meio do portal Use Rede, que aceita receber pela nova modalidade de pagamento.
 
Outro meio digital que tem registrado expressiva alta no varejo desde o início da crise sanitária é o link de pagamento, solução que simplifica a conclusão das vendas realizadas a distância, permitindo o envio de um endereço eletrônico de quitação ao cliente – por e-mail, SMS, redes sociais ou WhatsApp.
 
Imagem: Divulgação | Fonte: Mercado e Consumo 
Redação - Portal Prevenir Perdas

Este Portal tem como objetivo disseminar a cultura de Prevenção de Perdas, Auditoria e Gestão de Riscos nas empresas, através da publicação de artigos, fóruns de discussões e matérias relacionadas ao tema. Está direcionado para estudantes, profissionais da área e para aqueles que buscam o conhecimento de um assunto tão abrangente e, principalmente, proporcionar o intercâmbio de informações constituindo um fórum permanente.

Entre para postar comentários

Login or criar uma conta