login

Notícias

Vendas do varejo devem continuar crescendo no mês de junho

Avalie este item
(1 Voto)
Projeção do Ibevar aponta, porém, para recuo com relação ao mesmo período de 2021
 
As vendas do varejo devem continuar crescendo pelo segundo mês consecutivo em junho. De acordo com as projeções do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar), as vendas do Varejo Restrito devem superar 0,32% o resultado de maio, enquanto o Varejo Ampliado deve registrar alta de 0,47% no mesmo período.
 
Os indicadores apresentam, no entanto, oscilação na comparação com 2021 e recuo no acumulado dos últimos 12 meses.
 
“Os resultados das projeções mostram uma recuperação discreta [do varejo] nos próximos meses, mas insuficiente para reverter a tendência decrescente do indicador acumulado nos últimos 12 meses”, diz Claudio Felisoni de Angelo, presidente do Ibevar.
 
A projeção para o Varejo Restrito aponta crescimento nos dois próximos meses, com aumento de 0,77% em julho em relação a junho e 0,20% em agosto em relação a julho. Mas a comparação ano a ano mostra oscilação. As vendas devem crescer 0,34% no mês de junho e cair 1,98% em julho na comparação com o mesmo período no ano passado, enquanto a variação de agosto deve apresentar aumento de 2,30% na comparação com 2021. A projeção para o acumulado do ano é de recuo nos próximos três meses, com queda de 1,27% em junho, 1,76% em julho e 1,31% em agosto.
 
Segmentos com maiores altas
O Ibevar destaca que no Varejo Restrito, livros, jornais, revistas e itens de papelaria registraram a maior alta de junho, com crescimento de 4,73% de vendas, enquanto hipermercados e supermercados representam a maior redução, com 0,31%. Os dados apontam também que equipamentos e materiais de escritório, informática e comunicação e combustíveis e lubrificantes mantêm-se estáveis nos meses de junho, julho e agosto.
 
O Varejo Restrito integra os segmentos de combustíveis, lubrificantes, supermercados, alimentos, bebidas, vestuário, calçados, tecidos, móveis, eletrodomésticos, artigos farmacêuticos, materiais para escritório, papelaria, jornal e outros itens de uso pessoal e doméstico e o Varejo Ampliado considera também veículos, motos, peças e materiais de construção. As estimativas são calculadas com base nos dados de série temporal coletados da Pesquisa Mensal de Comércio/IBGE.
 
 
Fonte: Mercado e Consumo
Publicado originalmente em : https://mercadoeconsumo.com.br/2022/06/19/vendas-do-varejo-devem-continuar-crescendo-no-mes-de-junho/
Imagem: Pixabay
Redação - Portal Prevenir Perdas

Este Portal tem como objetivo disseminar a cultura de Prevenção de Perdas, Auditoria e Gestão de Riscos nas empresas, através da publicação de artigos, fóruns de discussões e matérias relacionadas ao tema. Está direcionado para estudantes, profissionais da área e para aqueles que buscam o conhecimento de um assunto tão abrangente e, principalmente, proporcionar o intercâmbio de informações constituindo um fórum permanente.

Entre para postar comentários

Login or criar uma conta