login

Painel de Entrevistas

Entrevista com Roberto Pacheco Pupe - Gerente de Prevenção de Perdas da Paquetá

Avalie este item
(5 votos)

Entrevistamos Roberto Pacheco Pupe - Gerente de Prevenção de Perdas da Paquetá The Shoe Company

 

 Primeiro gostaríamos de saber um pouco da sua historia? O que te motivou a trabalhar com prevenção de perdas? Onde trabalha? Conta um pouquinho da sua trajetória profissional.


Iniciei nas áreas de controles internos antes do ano 2000, quando trabalhei como perito na Procuradoria de Execuções e Precatórios da PGE-RS (Procuradoria Geral do Estado do RS).
Na área de Prevenção de Perdas, iniciei como Trainee de Analista de PP na Lojas Renner em junho de 2004. Os primeiros trabalhos tinham como foco investigações de fraudes e furtos, internos e externos. Permaneci na Renner por três anos, saindo em 2007 já como Coordenador de PP, responsável pela Regional Sul (estados do RS, SC e PR), onde atuava executando visitas de auditoria em Lojas e CD’s, auditorias em inventários físicos, etc. Ainda em 2007 até meados de 2008, tive uma passagem pelo segmento de supermercados, trabalhando 6 meses como Gerente de PP na rede ASUN com cerca de 35 lojas, direcionadas ao público B e C no RS, com lojas na periferia de Porto Alegre, municípios da Região Metropolitana e Litoral Sul do RS.
Em maio de 2008, iniciei atividades no Grupo DIMED, detentor da marca Panvel, com cerca de 300 lojas nos 3 estados da região Sul, além de 03 Centros de Distribuição de Medicamentos, atendendo lojas próprias e clientes do Atacado, e ainda uma unidade industrial (laboratório LIFAR), com produção de itens da marca própria Panvel. Na Panvel permaneci por 6 anos, tendo iniciado como trainee, passando a Auditor Jr, Pl e Senior e finalizando como responsável pela área, no cargo de Supervisor de Auditoria Interna e Prevenção de Perdas do grupo Dimed/Panvel/Lifar.
Em 2013, a Paquetá The Shoe Company, Varejo Multimarcas – segmento calçados, acessórios e confecção, me convidou para gerenciar o projeto de criação da área de Prevenção de Perdas para as lojas das marcas Paquetá Calçados, Gaston, Paquetá Esportes e Esposende. Temos no varejo Multimarcas e Esportivo cerca de 200 lojas distribuídas em todo o território nacional, além de 02 CD’s, sendo 01 (um) no município de Canoas/RS e outro em Cabo de Santo Agostinho/PE.


 Você foi Coordenador de Prevenção de Perdas das  Lojas Renner e atualmente é responsável pela Prevenção de Perdas  da Paquetá . Qual o maior desafio  que você enfrentou dentro destas duas organizações?


Trabalhei na Renner de 2004 a 2007 e estou na Paquetá desde 2013. Entre as duas experiências, estive a frente da área de Aud.Interna e Prev.Perdas do grupo Dimed Panvel por 06 anos.
Os desafios para os profissionais desta área são sempre gigantes. Foram 3 desafios diferentes, pois as empresas estavam em estágios diferentes. Na Renner, a área de PP já existia desde 1998, estava devidamente implementada e o principal desafio era a manutenção da cultura já existente e fortalecimento dos conceitos de PP nas lideranças e garantia de multiplicação para as novas equipes. A empresa já vinha se estruturando em questões de Governança  e formalizando todos seus procedimentos e operações por meio de manuais detalhados, políticas bem definidas e normas com sanções disciplinares claras para os casos de desvios de conduta ou descumprimentos de regras. Entendo que este seja um ponto fundamental para que o trabalho e a cultura de prevenção de perdas nas organizações chegue e permaneça de forma consistente.
Na Panvel e na Paquetá os desafios foram maiores, pois o objetivo era justamente a criação de uma área de Prevenção de Perdas e isto exige, primeiramente, a disposição da companhia em querer que isto, “de fato”, aconteça. Não pode ser apenas um desejo, uma necessidade, é necessária a crença por parte dos Diretores de que este passo é fundamental e que para ser dado precisa ser validado e suportado pela alta administração. Em ambas, tivemos este cenário e por isto houve êxito nas implantações. As dificuldades são enormes principalmente pela velocidade que a operação do Varejo impõe. Lembro que a frase que eu mais ouvi e ouço é “... o varejo é dinâmico”. O recado estava dado, ou seja, implante a sua área, mas não trave o varejo. Este, na minha opinião, é o maior desafio, regrar uma atividade que acontece em segundos, de forma ágil, a relação loja e cliente é a hora da verdade para o varejo e nós, profissionais focados em controles internos, devemos entender que isto precisa ser preservado, equacionando com os procedimentos da empresa que focam no gerenciamento do risco. Não podemos concorrer com o objetivo principal que é geração de receita e lucro, mas necessitamos equilibrar estas duas necessidades.


 Nesse período de retração econômica, como está sendo o papel da área de Prevenção de Perdas? Como você analisa o atual momento da Prevenção de Perdas no Brasil.


As empresas tem focado muito em questões relacionadas às reduções em seus estoques e o Prevenção de Perdas tem sua atuação reforçada, pois precisa focar em acuracidade de estoque, assertividade nos inventários e redução da ruptura no salão de vendas. Isto reforça a necessidade de melhores controles nas etapas de recebimento e expedição tanto nos CD’s como em Lojas, bem como maior atenção e cuidados para fraudes e furtos, internos e externos.
4 Qual a tua experiência com relação a busca de conteúdo de prevenção de perdas na internet. Você utiliza os canais digitais para se informar?
Existe um pouco mais de conteúdo, mas ainda muito pouco perto da riqueza de pontos a serem estudados e discutidos. O Portal Prevenir Perdas é atualmente o canal que mais disponibiliza materiais sobre o assunto, além de abrir espaços para chats, discussões, etc.


 Nosso portal é fonte de informação para muitos jovens profissionais. Em sua opinião, qual formação acadêmica ideal para o jovem que deseja ingressar nessa área?


As formações em Administração e Contábeis são as mais vistas, mas particularmente tenho dado atenção especial para estudantes de Engenharia de Produção, pois mesclam conhecimentos técnicos da Engenharia que exige habilidade em números e raciocínio lógico, bem como com visão sistêmica, permitindo que analisem os processos de forma contínua, entendendo as inter-relações das áreas da empresa.


 Deixe uma mensagem para os membros do Portal


Se especializem e se mantenham atualizados sobre os avanços que o varejo vem conquistando e procurem soluções que atendam a velocidade e qualidade exigidas pelos clientes. Os controles são fundamentais, mas o varejo vive da venda e nosso compromisso é garantir que esta relação seja a mais segura e rentável para a empresa e que o cliente tenha a melhor experiência de compra.
O profissional de Prevenção de Perdas vem sendo reconhecido e valorizado por sua capacidade de entendimento “do todo”, mas precisa ser hábil para equilibrar controles com a comodidade e experiência positiva do cliente em nossas lojas.

Última modificação emTerça, 10 Julho 2018 13:05
Redação - Portal Prevenir Perdas

Este Portal tem como objetivo disseminar a cultura de Prevenção de Perdas, Auditoria e Gestão de Riscos nas empresas, através da publicação de artigos, fóruns de discussões e matérias relacionadas ao tema. Está direcionado para estudantes, profissionais da área e para aqueles que buscam o conhecimento de um assunto tão abrangente e, principalmente, proporcionar o intercâmbio de informações constituindo um fórum permanente.

Entre para postar comentários

Login or criar uma conta