login

Dicas para transformar Dados em decisões

Avalie este item
(0 votos)

Há mais de seis anos tenho transformando dados em informações para a tomada de decisão. Esta não é uma tarefa fácil, mas sua Empresa poderá tomar decisões mais assertivas, diminuir tempo gasto em reuniões e é claro, mitigar os riscos; para isso você deve ter uma equipe analítica. Se você precisa de um profissional ou uma equipe assim anote estas dicas:

Conhecer o Negócio: O profissional deve obrigatoriamente conhecer o negócio e ser um apaixonado por processos. Está equivocado quem procura um profissional de TI para esta tarefa, será comum que lhe traga um relatório cheio de estilos e apresente “dashboards” apontando a quebra das frutas das Lojas de Manaus como mais alta do que Rio Grande do Sul – ou seja, o óbvio. Quinze dias de balsa com mais três dias na carreta de um caminhão em um calor tropical fazem com que nossos amigos Manauaras recebam frutas e legumes em um grau de amadurecimento muito além do da Região Sul.

Ter e preocupar-se com dados saudáveis: Quais as informações que precisam ser relacionadas? Se sua empresa precisa  acompanhar as perdas de carnes nobres e não monitora este produto por CFTV, o que está fazendo o campo “Posição das câmeras” na sua base de dados, você irá relacioná-las com o que?

Pessoas são demitidas porque fiscalmente notas são excluídas das bases, mas seus produtos não o são, e no momento do Inventário as perdas contabilizadas mobilizam toda a Empresa para ações que não resultam em nada. Relacionem produtos em número de nota fiscal, desta forma saberá se é um roubo ou dados órfãos.

Procure mapear e contabilizar processos e não somente as perdas, pois, desta forma estará agindo preventivamente. Cuidado com processos mal desenhados, pois se eles não relacionam diretamente com os resultados contábeis, você poderá cair em descrédito. Cuidado com o “bom senso de seus auditores”, eles podem “detonar sua base de dados” com Indicadores que não mostrem a realidade dos Resultados.

Agilidade nas Informações: Ouço sempre dizer que o varejo é Dinâmico e por isso as coisas são pra ontem e não dá para Planejar. Não acredito nisso, pois o varejo é desorganizado, pois e nossa estratégia anual muda quase que semanalmente, por isso, decisões rápidas sim, mas com caráter assertivo. As informações que estão contidas no ERP da Empresa são atualizadas minuto a minuto, e caso você espere sua contabilidade fechar o balanço para demitir alguém que esteja furtando produtos na sua Loja, poderá ser indiretamente um facilitador de perdas da sua Empresa.

Amigo do Excel e Access: Excel e Access não foram construídos para montar sistemas por conta de suas limitações, porém, o profissional de Análise de Dados obrigatoriamente deverá ter intimidades com estas ferramentas por que elas permitem de maneira simples, fácil e barata desenvolver análises para tomada de decisões.

Um profissional analítico não deveria ser contabilizado na Folha de Pagamento com Despesas e sim no Grupo de Ativos como Investimento, você pode até ser o Capitão dos Riscos e das Perdas, mas ele sem dúvida é a sua bússola.

Última modificação emSexta, 27 Junho 2014 23:50
Fabricio Rufin Silva

Atuando 8 anos como Gestor de Prevenção de Riscos com foco em Prevenção de Perdas de Mercadorias
Atualmente Gerente de Processos na R-Dias
Técnico em Contabilidade - ETESP
Cursando Administração de Empresas - UNIP 6° Semestre

Entre para postar comentários

Login or criar uma conta